segunda-feira, 2 de outubro de 2017

A herpes no dia a dia das pessoas

A herpes é uma infecção causada pelos agentes etiológicos Herpes Simplex Virus-1 e HSV-2. O HSV-1 é o tipo geralmente conhecido por causar surtos orais de herpes, também conhecidos como feridas ou bolhas de febre. Ao contrário da crença popular, ambos os tipos podem causar herpes genital.
A transmissão é feita durante o contato com dor ou fluido de uma pessoa infectada, incluindo infecção fetal durante o nascimento, quando as feridas estão presentes na mãe. Os reservatórios do vírus são tipicamente células epiteliais oculares, orais ou genitais.
Algumas características gerais são comuns entre este vírus. Contém ADN de cadeia dupla dentro de uma cápside do núcleo interno. Em torno da cápside são o tegumento e o envelope celular. Vários picos de glicoproteína sobressaem do envelope e ajudam a se anexar a uma célula hospedeira.
Essas proteínas, como gD, gB, gH, gI e gL, são então usadas para causar a fusão com a membrana celular e o envelope viral. As cápsides, juntamente com certas proteínas tegumentais, como a-TIF, são então transportadas ao longo de microtúbulos para o núcleo da célula hospedeira.
Acredita-se então que a cápside injete o DNA viral através de um poro nuclear. Uma vez dentro do núcleo hospedeiro, o vírus pode começar a replicação. Começa por produzir um RNA, quando ativado por a-TIF, que é traduzido no citoplasma em proteínas a e retornou ao DNA viral para transcrever o b-mRNA.
O b-mRNA é então enviado ao citoplasma para transcrição em proteínas b antes de ser retornado ao DNA viral para induzir replicação viral. Uma vez que a replicação viral está completa, o vírus produz mRNA estrutural que é transcrito em proteínas de cápside no citoplasma e retornou ao DNA viral para encapsidação.

As cápsides então brotam do núcleo e entram no citoplasma. As proteínas virais se ligam à membrana celular e as cápsides são envolvidas com vasos exocitóticos. Eles finalmente se fundem com a membrana e são ejetados da célula.
Share:  

0 comentários:

Postar um comentário